Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias
Início do conteúdo da página

Obras de Turismo terão fiscalização contra o Aedes

Publicado: Quarta, 04 de Maio de 2016, 16h07 | Última atualização em Quinta, 16 de Junho de 2016, 15h07 | Acessos: 1440 Imprimir
#ZikaZero

Pasta disponibiliza cartilha com orientações específicas para a eliminação de possíveis focos do mosquito nos canteiros de obras.

Obras de Turismo terão fiscalização contra o Aedes

Com uma participação ativa na mobilização nacional de combate ao mosquito Aedes aegypti, o Ministério do Turismo acaba de determinar que as obras da pasta em andamento no país sejam fiscalizadas. A Portaria nº 90, publicada em 17 de fevereiro no Diário Oficial da União, prevê que os municípios e estados que possuem convênios e contratos de repasse com o Ministério do Turismo deverão realizar ações de combate ao mosquito Aedes aegypti em seus canteiros de obras e frentes de trabalho.

Caberá aos gestores adotar medidas para evitar o acúmulo de água parada e demais condições de proliferação do Aedes. O texto prevê, ainda, a realização de campanhas educativas, além de vistoria e eliminação de eventuais criadouros do inseto nas áreas internas e externas e entorno das instalações públicas de funcionamento dos órgãos ligados ao MTur. A operação de limpeza que já vinha sendo executada ao longo dos últimos dias se tornará, a partir de agora, uma ação permanente e formal.

Para auxiliar este trabalho, o Ministério do Turismo disponibiliza um checklist especial com locais com potencial de se transformarem em focos do mosquito nas obras.

"Esta medida é mais um passo que o Ministério do Turismo dá em busca da eliminação de um mosquito tão perigoso para a sociedade brasileira. Nossas ações que vêm sendo desenvolvidas desde janeiro estão sendo ampliadas. Estamos confiantes de que sairemos vitoriosos dessa batalha", assegurou o ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves.


AÇÕES DO TURISMO - Desde janeiro, o Ministério do Turismo tem desenvolvido uma série de ações de combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, febre chikungunya a vírus Zika. Para o setor turístico, a pasta enviou para mais de 53 mil estabelecimentos cadastrados no Cadastur dicas sobre possíveis criadouros do mosquito e orientações gerais sobre como eliminá-los.

Para esclarecimento aos turistas, o Ministério do Turismo disponibiliza em sua página na internet informações sobre saúde do viajante. O conteúdo, disponível nos idiomas português, inglês, espanhol e francês é produzido e atualizado constantemente pelo Ministério da Saúde.

Fim do conteúdo da página